Como funciona a tokenização de notas comerciais

Laqus explica: como funciona a tokenização de notas comerciais?

A tokenização de notas comerciais é uma inovação que está transformando o mercado financeiro, oferecendo uma abordagem mais eficiente e transparente para a emissão, negociação e liquidação de títulos financeiros, em especial, valores mobiliários regulados pela Comissão de Valores Mobiliários (CVM).

As notas comerciais, também conhecidas como Commercial Paper (CP), são títulos de dívida emitidos por empresas e investidores, e que ficaram mais populares pela praticidade para emissão, menos burocrática do que as debêntures, por exemplo.

Afinal, o que é a tokenização de notas comerciais?

A tokenização de notas comerciais envolve a representação digital de uma nota comercial tradicional em um formato baseado em blockchain. Cada nota comercial é convertida em um token digital, que é registrado e rastreado em um registro distribuído, tornando as informações sobre a nota comercial acessíveis e transparentes para todas as partes envolvidas. A principal diferença entre uma nota comercial tokenizada e uma nota comercial convencional é que os tokens podem ser facilmente negociados e transferidos eletronicamente, reduzindo a necessidade de intermediários e acelerando o processo de liquidação.

Benefícios da Tokenização de Notas Comerciais

Além dos benefícios originas da Nota Comercial, como a isenção de IOF Crédito na operação, bem como a possibilidade de negociação em mercado secundário, é possível pontuar outros benefícios, como:

  • Redução de custos: A tokenização elimina muitos dos intermediários envolvidos no processo tradicional de emissão e negociação de notas comerciais. Isso resulta em custos reduzidos, pois menos taxas e comissões são pagas a bancos, corretoras e outras instituições financeiras.
  • Maior liquidez: A capacidade de negociar tokens de notas comerciais em mercados secundários facilita a compra e venda desses ativos, aumentando a liquidez do mercado. Isso é especialmente vantajoso para investidores que desejam sair de suas posições antes do vencimento da nota.
  • Transparência e Rastreabilidade: A tecnologia blockchain oferece um registro distribuído e imutável de todas as transações, garantindo transparência e rastreabilidade de todas as notas comerciais tokenizadas. Isso ajuda a reduzir fraudes e melhora a confiança dos investidores.
  • Acesso global: A tokenização permite que investidores de todo o mundo participem do mercado de notas comerciais, ampliando a base de investidores e aumentando a competição.
  • Eficiência operacional: A automação proporcionada pela tokenização reduz a necessidade de processos manuais demorados, acelerando o tempo de emissão e liquidação de notas comerciais.
  • Padronização: A tokenização pode levar a uma maior padronização nos processos de emissão e negociação de notas comerciais, simplificando a conformidade regulatória e os procedimentos de due diligence.

Com a Nota Comercial, você diversifica seu portfólio e pode ter ainda mais rentabilidade! Faça uma simulação com um especialista e confira.

Desafios e Regulação

Apesar dos benefícios da tokenização de notas comerciais, existem desafios a serem superados. A regulamentação em torno da tokenização de ativos financeiros ainda está evoluindo em muitas jurisdições. Questões relacionadas à segurança cibernética, custódia de ativos digitais e conformidade regulatória precisam ser abordadas para garantir um ambiente seguro e transparente para os participantes do mercado.

Qual o passo a passo para tokenização de notas comerciais?

A tokenização de notas comerciais envolve a conversão de uma nota comercial tradicional em um ativo digital representado por tokens em uma plataforma blockchain. O processo pode variar dependendo da plataforma e da infraestrutura utilizada, mas aqui está um passo a passo geral para a tokenização de notas comerciais:

Passo 1: Preparação e Due Diligence

Antes de iniciar o processo de tokenização, a empresa emissora da nota comercial deve realizar uma due diligence completa. Isso inclui a verificação de todos os detalhes da nota comercial, como seu valor nominal, data de vencimento, taxa de juros e outros termos e condições relevantes. Além disso, é importante garantir que a empresa esteja em conformidade com todas as regulamentações aplicáveis.

Passo 2: Emissão dos Tokens

Uma vez escolhida a plataforma blockchain, a empresa emissora trabalha com desenvolvedores de blockchain ou fornecedores de serviços de tokenização para criar os tokens que representam as notas comerciais. Esses tokens são normalmente chamados de “security tokens” (tokens de segurança) devido à sua natureza financeira.

Passo 3: Registros e Documentação

Toda a documentação relevante associada à nota comercial, como contratos, acordos e termos e condições, deve ser registrada na plataforma blockchain. Isso garante que todas as informações pertinentes estejam disponíveis de forma transparente e segura.

Passo 4: Distribuição inicial dos Tokens

Após a criação dos tokens de segurança e o registro de documentos, a empresa emissora pode iniciar a distribuição inicial dos tokens aos investidores. Isso pode ser feito por meio de uma oferta inicial de tokens (Initial Token Offering – ITO) ou por outros métodos de distribuição aprovados.

Passo 5: Negociação no mercado secundário

Os tokens de segurança podem ser negociados em plataformas de mercado secundário compatíveis com a plataforma blockchain escolhida. Isso permite que os investidores comprem e vendam as notas comerciais tokenizadas de acordo com suas preferências.

Passo 6: Liquidação e Vencimento

Quando a nota comercial atinge sua data de vencimento, a plataforma blockchain pode ser programada para liquidar automaticamente os tokens, transferindo os fundos para os investidores de acordo com os termos e condições da nota comercial.

Passo 7: Conformidade regulatória

É fundamental garantir que todo o processo de tokenização esteja em conformidade com as regulamentações financeiras e de valores mobiliários aplicáveis. Isso pode envolver a obtenção de aprovações regulatórias, dependendo da jurisdição e do tipo de nota comercial.

Passo 8: Manutenção e Relatórios

Após a tokenização, a empresa emissora deve manter registros precisos e atualizados na plataforma blockchain e fornecer relatórios regulares aos investidores e às autoridades regulatórias, conforme exigido pelas regulamentações aplicáveis.

Passo 9: Monitoramento contínuo

O processo de tokenização não termina com a emissão inicial dos tokens. É importante monitorar continuamente a atividade na plataforma blockchain e garantir que todos os aspectos da nota comercial tokenizada estejam funcionando conforme o planejado.

É essencial observar que a tokenização de notas comerciais pode ser um processo complexo, e as empresas emissoras devem considerar cuidadosamente todos os aspectos técnicos, legais e regulatórios envolvidos. A consulta a especialistas em tokenização e regulamentação financeira é altamente recomendada para garantir que todas as etapas sejam concluídas de forma eficaz e em conformidade com as leis e regulamentações aplicáveis.

Conclusão

A tokenização de notas comerciais representa uma evolução significativa no mercado financeiro, oferecendo maior eficiência, transparência e acesso global. Embora existam desafios a serem enfrentados, a tendência é que a tokenização continue a ganhar aceitação e se torne uma parte integral do mercado de títulos de curto prazo. À medida que a tecnologia e a regulamentação evoluem, os investidores e emissores podem esperar colher os benefícios dessa transformação digital. A tokenização está definida para revolucionar a maneira como as notas comerciais são emitidas, negociadas e liquidadas, moldando o futuro do mercado financeiro.

Materiais complementares:

#9 Tokenfi | Tokenização de notas comerciais

Tokenização de ativos: o que é e por que é importante entender esse processo?

Tokenização, uma aliada de milhões