Data mining: o que é e qual sua importância no mercado de capitais

Data mining: o que é e qual sua importância no mercado de capitais?

A tecnologia está mudando a forma com que lidamos com diversas atividades. Se, no passado, o processo de pedir uma refeição envolvia saber o telefone da pizzaria, dispor de um telefone e falar com um atendente, hoje é possível fazer isso com poucos cliques, a partir de um aplicativo de celular.

Logo, cada vez mais o ser humano dispõe de recursos tecnológicos que facilitam o seu cotidiano — e essas ferramentas são alimentadas com uma grande quantidade de dados. Nesse sentido, o data mining surge como uma solução bastante útil a empresas, profissionais do mercado financeiro e investidores.

Quer saber como esse conceito pode ser aplicado no mercado de investimentos? Confira neste artigo o que é o data mining e sua importância para o mercado de capitais.

Não perca!

O que é o data mining?

A expressão data mining ou “mineração de dados” surgiu nos anos de 1990 em comunidades de TI (tecnologia da informação) que tratavam dados. Ela se refere à etapa de análise de dados para identificar padrões e informações valiosas em grandes datasets (conjuntos de dados).

Esse processo também é conhecido pela sigla KDD (knowledge discovery in databases) ou, traduzida, descoberta de conhecimento em base de dados. Ou seja, trata-se de um procedimento que organiza os dados, seleciona os mais importantes e traça relações relevantes entre eles.

O objetivo é obter informações que ajudem a responder ou aprimorar questões que dificilmente seriam corretamente tratadas por meios convencionais. Portanto, a partir de uma base de dados, o data mining pode ser utilizado na elaboração de análises preditivas, encontrar tendências etc.

É válido mencionar que esse processo é feito com o mínimo de intervenção humana. Na verdade, as tecnologias e ferramentas usadas no data mining analisam automaticamente um grande volume de dados — o que dificilmente poderia ser realizado por um ser humano.

Como funciona o data mining?

Depois de aprender o conceito de data mining e saber que ela conta com pouca intervenção humana, é possível que você queira saber como esse processo funciona.

O data mining é feito com a utilização de softwares com algoritmos estatísticos e matemáticos sofisticados. Eles têm a finalidade de processar, organizar e encontrar informações relevantes a partir de uma base de dados.

Esse trabalho, geralmente, é dividido em 5 etapas:

  1. definição do problema: esse é o passo inicial do data mining. Nele, será determinado quais são as questões a serem respondidas ou os objetivos da mineração;
  2. coleta dos dados: os dados que serão analisados são definidos e eles passam pelo processo de tratamento — que é a estruturação e conversão em dados analisáveis;
  3. construção do modelo: é definido o modelo que será usado, visando estabelecer padrões, correlações e tendências em uma base de dados;
  4. mineração: são aplicados os cálculos estatísticos escolhidos de modo a filtrar e agrupar os dados, bem como destacar a correlação entre eles;
  5. avaliação dos resultados: no último passo, avalia-se o grau de coerência e, a partir dos resultados obtidos, o interessado poderá agir de forma estratégica.

Qual é a importância do data mining para o mercado de capitais?

Como provavelmente você já sabe, o mercado de capitais é conhecido por abrigar diferentes tipos de investimento. Nele, podem ser encontradas tanto aplicações de renda fixa quanto investimentos de renda variável.

Veja alguns exemplos:

  • títulos do Tesouro Direto;
  • certificado de depósito bancário (CDBs);
  • letras de crédito imobiliário e do agronegócio (LCIs e LCAs);
  • certificados de recebíveis imobiliários e do agronegócio (CRIs e CRAs);
  • ações;
  • debêntures;
  • fundos imobiliários (FIIs);
  • notas comerciais;
  • entre outros.

Com tantas alternativas disponíveis, existe uma infinidade de dados que podem ser explorados para a tomada de decisões negociais ou de investimentos. Além disso, cada alternativa do mercado financeiro conta com suas particularidades — como prazo, rentabilidade, risco, envolvidos, investimento mínimo etc.

No entanto, dificilmente um ser humano conseguiria realizar uma análise abrangente de diversas alternativas ao mesmo tempo, a ponto de conseguir extrair todas informações relevantes deles. Logo, o uso do data mining pode ser bastante apropriado em diversos cenários.

Por exemplo, um banco ou corretora de valores poderia utilizar o data mining na identificação dos clientes que possuem maior predisposição para investir em um produto específico. Esse processo consideraria o perfil e a composição da carteira de cada cliente.

Já em relação a um profissional de mercado ou investidor, seria possível usar essa tecnologia para fazer estimativas quanto à movimentação de preços de um ativo. Nesse caso, pode ser usada uma base de dados com o histórico dos preços, períodos com maior e menor volatilidade, entre outros.

Ou seja, com o data mining, as suas decisões no mercado de capitais poderão ser tomadas com mais facilidade e com o viés estratégico. Isso porque elas estarão embasadas em uma seleção criteriosa e refinada de dados gerados por essa mineração.

Por que é importante conhecer esse conceito?

Até aqui você viu que o data mining é um processo de análise e tratamento de um grande volume de dados, para orientar e facilitar a tomada de decisão. No entanto, você ainda pode ter dúvidas sobre a importância de conhecer esse conceito.

Como você viu no início deste post, a tecnologia está em ampla evolução e cada vez mais o “mundo real” interage com o “mundo virtual”. Nesse contexto, a coleta e o tratamento de dados passou a ser um grande diferencial no mercado — inclusive o de capitais.

Quem sabe fazer o uso inteligente dos dados que possui ou aos quais tem acesso, fica em uma posição de grande vantagem sobre os demais participantes do mercado financeiro. Isso vale tanto para empresas quanto para profissionais de investimentos e investidores.

Afinal, tendo em mão dados qualitativos, gerados pelo data mining, é possível tomar as decisões mais apropriadas considerando diversos cenários. Então, é válido buscar por companhias que prestam o serviço de mineração de dados com qualidade.

Fundada em 2010, a Laqus conta com um time de profissionais com anos de experiência, atuando em diferentes frentes e com diversos produtos. O nosso propósito é dinamizar a economia, tornando as decisões mais fáceis, rápidas e seguras para o seu negócio.

Após acompanhar o que é data mining, é possível perceber como esse é um conhecimento importante para se destacar no mercado financeiro. Então não deixe de procurar por companhias reconhecidas pela excelência do serviço prestado nessa área de atuação, como a Laqus.

Quer ajuda para descomplicar o mercado financeiro? Entre em contato conosco e confira as nossas soluções!